quinta-feira, dezembro 21, 2006

Mostrar o caminho
Foi bom ouvir a intervenção de algumas pessoas, vindas de áreas diferentes, que se quiseram juntar a nós no "Alentejo pelo Não": Pedro Paixão, António José Baptista, Ilda Mello Breyner, por exemplo, mostraram o caminho com os seus magníficos contributos. E a Enfermeira Conceição Vaz Freire, claro, com a lucidez de sempre. Vale a pena apostar no Alentejo, contra o fatalismo de alguns. Vale a pena haver um Alentejo pelo Não.

5 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Este Referendo é uma excelente oportunidade para afirmar o valor da vida humana. A OPORTUNIDADE É AGORA!

E

dezembro 21, 2006 11:28 da manhã  
Anonymous Demokrata said...

Prá frente é que é caminho!

dezembro 21, 2006 6:52 da tarde  
Anonymous Tiago Abreu said...

Caros amigos, será colocado um link e dado o devido destaque ao vosso blog. Força e em elvas contem comigo.

dezembro 23, 2006 3:58 da manhã  
Blogger Pedro Gama said...

Atenção a artigo "A banalização do aborto" publicado na edição de hoje, 23 de Dezembro de 2006, no Semanário Sol, assinado pela Professora Universitária, Ana Maria Pinhão Ramalheira.

Muito bom, coerente, elucidativo

Já assinei a vossa recolha de assinaturas. Se precisarem de ajuda nestas bandas de Montemor-o-Novo, é só contactar. pedrogama@sapo.pt

dezembro 23, 2006 8:08 da tarde  
Blogger Pedro Gama said...

Já agora, destaco do texto em cima mencionado a seguinte citação: "Será que os portugueses sabem que, por exemplo, dar uma bofetada é crime, que insultar alguem é crime ou que fotocopiar integralmente um livro é igualmente um crime com pena de prisão até 3 anos? Como é que aniquilar vida humana intra-uterina, apenas "por opção da mulher", pode deixar de ser crime?"

Uma outra sugestão para terminar: www.razoesdonao.blogspot.com

dezembro 23, 2006 8:13 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

Como vai Votar no referendo dia 11 de Fevereiro?
NÃO
SIM
Não sei
Abstenção